Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Reflexos

MENU

O Crioulo não prejudica a aprendizagem do Português

A propósito da comemoração, no dia 21 do corrente, do Dia Internacional da Língua Materna, a Radiotelevisão de Cabo Verde apresentou o programa Entrevista, que se debruçou sobre o Crioulo caboverdiano e a sua convivência com o Português, língua oficial. A convidada foi a Professora Doutora Amália Lopes, docente na Universidade de Cabo Verde (UniCV). A esse propósito, foi emitida a seguinte notícia, em crioulo no original (ver versão em português) que aqui se transcreve:

Universidadi di Cabo Verde sta bem realisá un conjuntu di atividadis pa ka dixá pâsá en branku Dia Internasiunal dedikadu a tudu Língua Maternu.
Asin, UNI-CV dentu di atividadis di kursus di studu kabuverdianu i português, ta bem prumuvê atividadis moda palestras, conferênsias, divulgasón di trabadjus fetu na kriolu, atividadis kultural ku usu di língua, para além di momentus di treinamentu na usu di nós língua nasional ta ser fetu.
Oji, para além di aprisentasan di programa ta ser fetu un comunicasan pa Presidenti di Institutu Internasional de Língua Purtuguesa, Gilvan Muller, ki di forma à vontadi ta ba papiá sobri “Línguas maternu num mundo Multilingue”.
En relasan a prublemas ki ta infrentadu i ki ten impedidu usu ofisial di nós língua maternu na ensinu nu praguntâ profisora Amália Lopes, Dotora en Socio-linguística i Cordinadora di kel komisan di UNICV ki sta preparâ simana di língua maternu kal ke resposta i el fra ma ê ka fásil raspondê es prugunta.
Profisora Amália Lopes ta fra ma studu kê fazi, pa sê doctoramentu, ta mostrâ ma kabuverdianus ten un sentimentu confusu sobri kriolu.
Du praguntá profisora Amália Lopes si xinâ minis na scola na kriolu ta prejudiká aprendisagen di otus língua i kausa konfusan na aprendisagen di língua português, el ta fla ma keli ê stória ki kriadu, un mitu ki foi kriadu i el fla ma ê ka ta prijudika conhesimentu dotu língua. Profisora Amália Lopes fla ma sel ta prejudikaba, nton ninguén ka ta prendeba un sigundu língua.
El fla ma tudu ta dipendê di forma i metudologia ki for usadu. Profisora Amália Lopes fla inda ma nu ka debi nunka pensâ ma si na skola for enxinadu na kriolu ma minis ta fikâ prejudikadu na aprendisagen di língua português.
Aprisentasan di programa sobri simana di língua maternu i palestra sobri “As Línguas Maternas num Mundo Multilingue” ta konticê oji na Kampus di UNICV na Palmareju.

Fonte:  Redacção RTC, com RCV (Anatólio Lima)

 

M. C.

 

Maria Catela

foto do autor

"A memória é a consciência inserida no tempo." Fernando Pessoa

Feedback

  • Claudemir

    Olá ProfessoraGostaria de enviar-te um e-mail com ...

  • João Sá

    Bom dia :)O blog está em destaque na homepage dos ...

  • M.E.C.

    Olá! Que bom - toda a divulgação é uma ajudinha......